Eleições nos EUA são marcadas por mulheres pioneiras na política

As eleições parlamentares dos EUA de 2018 foram marcadas pela vitória de diversas mulheres que se tornam pioneiras na política do país. Jovens, indígenas, muçulmanas, refugiadas, coreanas que darão uma cara totalmente nova ao Congresso norte-americano.

A votação realizada nesta terça-feira (6) nos 50 estados renovou todas as 435 vagas da Câmara e 35 das 100 cadeiras do Senado. Também houve eleições para o governo de 36 estados.

No geral, as chamadas “midterm elections” — ou eleições de meio de mandato, na tradução para o português — mostraram a divisão equilibrada do país entre os Democratas, que ganharam a maioria na Câmara, e os Republicanos, que mantiveram o comando do Senado. O resultado coloca o republicano Donald Trump sob pressão, mas amplia o poder do presidente dentro do próprio partido.

Mas quando a análise é feita pelo ponto de vista de gênero, as mulheres são as grandes vencedoras destas eleições. Terão um número recorde de mandatos no Congresso Nacional e igualaram o recorde anterior de número de governadoras.

Além disso, injetaram sangue novo na política norte-americana com a eleições de várias “primeiras”, como se pode ver na lista abaixo:

A mulher mais jovem na Câmara

Alexandria Ocasio-Cortez foi eleita deputada pela cidade de Nova York

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *