Caso Daniel: surgimento de nova testemunha faz juíza transferir interrogatórios

Os interrogatórios do Caso Daniel, que deveriam ocorrer entre esta terça-feira (13) e quinta-feira (15), no Fórum de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, foram transferidos para os dias 4, 5 e 6 de setembro, pela juíza responsável pelo caso.

A decisão foi tomada porque durante o interrogatório do proprietário da loja de celulares que consertou o aparelho telefônico de Cristiana Brittes, o homem declarou que um apresentador de televisão também teve acesso ao celular. Diante disso, Cláudio Dalledone Junior, advogado de defesa da família Brittes, solicitou que essa pessoa também seja ouvida em juízo.

“Fato ocorrido, fato muito grave, fato muito sério, um apresentador de TV sai do palco, sai do auditório, vai até uma assistência técnica tentando fazer as vezes de policial, de perito ou sabe se lá o que, pega nessa prova e fala para todos que está colaborando com as investigações, diz que aquilo ele vai levar pro processo, leva pro processo, segundo ele”, declarou Dalledone.

Nilton Ribeiro, advogado contratado pela família do jogador e assistente de acusação no processo, declarou que não vê problemas na mudança da data dos interrogatórios do Caso Daniel. “É uma decisão correta da Dra. Luciane e nos dias 4, 5 e 6 de setembro voltarão os trabalhamos e vamos ouvir os acusados. […] Nós buscamos a condenação, se a condenação vai ser nesse ano ou no próximo ano para nós não muda nada. Nós procuramos e vamos perseguir a condenação de todos”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *