Bolsonaro diz que tomará tubaína com Mendonça no STF toda semana

O presidente Jair Bolsonaro defendeu a indicação do ex-advogado-geral da União André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal (STF) em simpósio religioso em igreja evangélica de Brasília nesta terça-feira (5).

“Pedi a ele que em toda sessão tire dois minutinhos para fazer uma oração. Também não pode perder a humildade. Tem que tomar uma tubaína comigo toda semana”, completou o presidente. Mendonça, que é evangélico, foi o escolhido do chefe do Executivo para a vaga, mas enfrenta resistência no Senado e ainda não passou por sabatina.

O chefe do Executivo também criticou os integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. Ele lembrou o pronunciamento que realizou na Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em que defendeu o uso de medicamentos comprovadamente sem eficácia contra o novo coronavírus. “Eu não me furtei na ONU de defender o tratamento precoce. Ou temos que consultar com o William Bonner ou com os três patetas da CPI?”, indagou.

Além do chefe do Executivo, participaram do evento a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e os titulares da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, da Educação, Milton Ribeiro, e da Saúde, Marcelo Queiroga.

Bolsonaro chegou ao local por volta das 16 horas, entrou pelos fundos do templo, para não chamar atenção, e estava acompanhado de Queiroga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *