Palmeiras tem outra promessa assediada por clubes europeus. Quase tanto quanto Endrick: o meia Luís Guilherme

Real e Atlético de Madrid já se mostravam interessados. Olheiros de clubes franceses e ingleses sondaram a possibilidade de prioridade na venda. Clube negou. Vai lapidar o meia de 16 anos, que vale R$ 316 milhões

Será quando Endrick completará 16 anos e assinará seu contrato com o clube. Com multa rescisória de 60 milhões de euros, cerca de R$ 316 milhões.

O artilheiro consegue capitalizar toda a atenção da mídia. Principalmente porque foi fundamental na conquista da Taça São Paulo, competição inédita que o clube venceu em janeiro.

Só que, muito além da fácil badalação a Endrick, há outro talento muito promissor no Palestra Itália.

O meia-atacante Luís Guilherme.

Habilidoso, veloz, inteligente e artilheiro, ele fazia parte do grupo que ganhou a Copa São Paulo, não era titular. Mas, depois da competição, se firmou não só no Palmeiras sub-17. Mas na seleção brasileira, sendo uma das estrelas no torneio de Montaigu, na França, em que Endrick foi o foco principal dos jornalistas.

Luiz Guilherme tem o mesmo preço que Endrick. R$ 316 milhões

Luiz Guilherme tem o mesmo preço que Endrick. R$ 316 milhões

LUIZ MENOTTI/ PALMEIRAS

Luís Guilherme chamou a atenção dos rivais da capital espanhola, Real Madrid e Atlético de Madrid.

Ele completou 16 anos no dia 9 de fevereiro.

E já poderia ter assinado seu contrato profissional desde então.

Mas seu empresário, Nick Arcuri, travou uma negociação demorada com o Palmeiras. Assim como com Endrick, havia a promessa de não trair o clube que apostou no seu futebol, trazendo-o de Sergipe, há cinco anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *